Dia: 3 de janeiro de 2020

Spotify revela as principais tendências para um 2020 com mais qualidade de vida e (claro!) mais música

Um ano novo se inicia e com ele chega o momento de renovar aquela lista de metas e prioridades para o próximo ano: pegar firme na academia, melhorar a alimentação e até aliviar o estresse do dia a dia.

Não importa quais sejam os objetivos, o Spotify reuniu as principais tendências da plataforma para te ajudar a pegar firme nessa rotina de autocuidado, baseado nas mais de 54 milhões de playlists focadas em estilo de vida e conteúdos que os usuários do Spotify estão ouvindo globalmente. Afinal, por que não deixar a música dar aquele “empurrãozinho” nas metas para melhorar a qualidade de vida em 2020?

Em 2019, as 10 músicas mais escutadas para treinos e atividades de bem-estar no Brasil foram:

1 – Ed Sheeran e Justin Bieber: I Don’t Care
2 – Alok, Felix Jaehn, The Vamps: All the Lies
3 – Bastille, Marshmello: Happier
4 – Sam Smith, Normani: Dancing With A Stranger
5 – Maroon 5, Cardi B: Girls Like You
6 – Anitta, Lexa, Luísa Sonza, Mc Rebecca: Combatchy
7 – Shawn Mendes: If I Can’t Have You

8 – Sofia Reyes, Anitta, Rita Ora: R.I.P.
9 – Shawn Mendes: Lost in Japan
10 – Jonas Blue, Lennon Stella, Liam Payne: Polaroid

Músicas para treinar e se exercitar foram tocadas mais de 26 milhões de vezes no Brasil. São mais de 273 mil playlists criadas por usuários brasileiros para práticas de exercícios.

Além disso, o Spotify destacou algumas tendências e dados globais, baseado nos hábitos de consumo de áudio dos usuários da plataforma no mundo todo:

• “And the Oscar goes to“: Os ouvintes criaram mais playlists de corrida do que qualquer outro tipo de treino (mérito para a Dinamarca, que venceu disparado nesse quesito). Yoga segue com alta popularidade e a Suécia pode ser a nação mais zen do mundo, com base no alto número de listas de reprodução de meditação e yoga criadas pelos ouvintes do Spotify. Para se ter uma noção, os ouvintes suecos criam essas playlists a uma taxa de 521% mais alta que os ouvintes de outros países.

• Previsões para 2020: o foco no autocuidado continuará reinando em 2020. As músicas “thank u, next “, de Ariana Grande, “Good as Hell “, de Lizzo e “Love Myself “, de Hailee Steinfeld foram verdadeiros hinos populares de empoderamento feminino, presentes em milhares de playlists no mundo todo. Além disso, vimos um aumento de 113% nas playlists de meditação no ano passado, superior ao de qualquer outra prática de bem-estar. Também houve um aumento na reprodução de playlists de pilates (71%), de treinamento com pesos (66%), e prevemos que todos continuarão a crescer em popularidade em 2020.

• ZZZzzz: a reprodução de podcasts de saúde e fitness aumentou 145% no ano passado. A novidade é que os ouvintes estão se apaixonando por podcasts do sono! O podcast mais popular da categoria de saúde e fitness no momento é “Sleepy “, onde o apresentador Otis Gray lê histórias clássicas para ajudar os ouvintes a dormir. Bons sonhos!

• Globalmente, a música ”‘Till I Collapse ”, do Eminem, é a faixa mais ouvida nas playlists de exercícios no momento. “I Don’t Care “, de Ed Sheeran com Justin Bieber é a segunda música de treino mais ouvida, seguida por “Dance Monkey ” de Tones and I, “If I Can’t Have You” de Shawn Mendes e “Beautiful People ” de Ed Sheeran e Khalid.

As músicas de treino mais tocadas no Spotify, globalmente (de 16 de setembro a 15 de dezembro de 2019):

• “‘Till I Collapse ” – Eminem, Nate Dogg
• “I Don’t Care ” – Ed Sheeran, Justin Bieber
• “Dance Monkey ” – Tones and I
• “If I Can’t Have You ” – Shawn Mendes
• “Beautiful People ” – Ed Sheeran, Khalid
• “Sucker ” – Jonas Brothers
• “SICKO MODE ” – Travis Scott
• “Higher Love ” – Kygo, Whitney Houston
• “Lose Yourself ” – Eminem
• “i’m so tired… ” – Lauv, Troye Sivan

Idosos conquistam mais qualidade de vida com Pilates

Segundo o IBGE, em 2018, 13% da população tinha 60 anos ou mais. As projeções para 2060 indicam que o número de idosos chegará a 32% dos brasileiros. Uma parcela da população que merece e precisa de atenção, de políticas públicas específicas a cuidados com a saúde, bem-estar físico e emocional. Dentre as opções que se encaixam nesse quesito está o Pilates!

“Além dos vários benefícios físicos, essa atividade faz maravilhas ao promover harmonia entre corpo e mente, resgatando a autoestima. É visível como o aumento da força física e a disposição durante as aulas colaboram para que o praticante se sinta mais confiante”, explica a Dra. Gislaine Milena Marton, Fisioterapeuta e proprietária da Clínica Quality Fisio & Pilates.

Isso porque, é natural que, com o passar do tempo, o corpo apresente algumas limitações funcionais, incluindo dores articulares, perda parcial da flexibilidade, da força e até do equilíbrio, devido à diminuição da densidade mineral óssea (osteoporose) e da massa muscular. O que pode ser revertido ou modificado com a prática da atividade.

“Com estímulos certos, os músculos dos idosos se tornam muito mais resistentes, similares aos dos mais jovens. Diversos alunos de Pilates com mais de 60 anos apresentam ganho de força considerável, conquistam mais equilíbrio e coordenação dos movimentos, resultando em atividades executadas com mais agilidade e destreza. Isso é muito importante também porque previne as quedas – que podem acarretar problemas mais sérios”, completa a Fisioterapeuta.

Além disso, o Pilates ativa várias partes do corpo ao mesmo tempo com movimentos suaves e contínuos, trabalhando a concentração, muito importante no desenvolvimento das atividades diárias e podendo proporcionar mais independência. Os benefícios da técnica se estendem à coluna, beneficiando a postura, notavelmente prejudicada devido aos anos de maus hábitos e desgastes naturais. Esses exercícios fortalecem essa região e garantem uma consciência corporal, colocando o corpo “nos eixos”.

Com o auxílio do profissional capacitado, o Pilates pode ajudar a viver bem em qualquer idade.